Make your own free website on Tripod.com

Home

Louvores | O fim dos tempos | Links | Radio e tv gospel | O pecado da idolatria | Pssagens Biblicas | Estudo Biblico | E m@il
O fim dos tempos
Poder de Deus

Esta é uma página de 2 colunas.

Insira aqui o conteúdo do subtítulo

Se você está lendo este artigo, é porque o mundo não acabou no dia 11 de agosto de 1999. Caíram no ridículo todos os "profetas" que marcaram a data. Ainda não foi dessa vez. Mas, uma coisa é certa: o fim vem. Por quê podemos afirmar isso? Porque a Bíblia o afirma.

Agora, muita gente vai dizer que o Apocalipse é mentira. Estão misturando tudo: Nostradamus, extra-terrestres, Apocalipse, volta de Cristo, etc. Que salada, heim!!? O que Nostradamus tem a ver com Cristo? Nada. Por acaso o Apocalipse marcou o fim do mundo para 11 de agosto? Não. Então, vamos separar o trigo do joio. A mais antiga profecia sobre o fim do mundo está na Bíblia. Os outros "profetas" apenas copiam o texto bíblico, e muitas vezes o deturpam. São como ecos que transmitem de forma incerta o som original.

A palavra de Deus continua valendo. Vejamos alguns textos bíblicos sobre o assunto: Em Daniel, capítulo 12, temos uma profecia sobre o fim dos tempos. Lá está escrito a respeito de um tempo de angústia que ocorreria depois da multiplicação da ciência. Daniel profetizou também sobre a ressurreição dos mortos e o destino eterno dos salvos e dos perdidos. Tudo isso se encaixa muito bem com as palavras de Cristo no capítulo 24 do evangelho de Mateus. Os discípulos lhe perguntaram: "Mestre, que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?" (v.3). Jesus poderia ter repreendido os discípulos, dizendo que o mundo não acabaria. Pelo contrário, ele passou a descrever os sinais que precederiam o fim. Ele falou sobre a Grande Tribulação, a fome, as pestes, as guerras, os terremotos, a vinda dos falsos cristos e falsos profetas, a pregação do evangelho no mundo inteiro, sua segunda vinda, a queda das estrelas, o escurecimento do sol e o arrebatamento da igreja. Mas acrescentou: "Daquele dia e hora ninguém sabe; nem os anjos do céu, nem o Filho, mas unicamente meu Pai. Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor." (v.36,42). Então, não existe nenhum fundamento para se marcar uma data para os eventos finais.

De acordo com estudiosos do assunto, não há notícias sobre outra época em que tenha ocorrido tanta guerra e tanto terremoto quanto neste século. Haja vista as grandes guerras mundiais. A ciência se multiplicou neste século de modo assombroso. Os falsos cristos e falsos profetas estão espalhados por aí. Mas quanto falta para o fim? Só Deus sabe. Entretanto, todos esses fatos são sinais de advertência para o mundo. São as badaladas do "relógio de Deus". Pode estar faltando o cumprimento de várias profecias antes do fim. Não sabemos quantas faltam, mas podemos citar uma: a manifestação do Anticristo. Uma grande parte dos teólogos, senão a maioria, acredita que ele ainda não se manifestou. É bastante comum o entendimento de que o Anticristo será um homem com grande poder político mundial. Em um primeiro momento ele trará solução para muitos problemas econômicos e sociais do mundo. Depois, seu império se transformaria em um "inferno", com perseguição contra os cristãos e a implantação do sinal da besta. Outra profecia para os últimos dias é o arrebatamento da igreja, que será a retirada dos cristãos da terra, de modo sobrenatural e repentino. Nesse ponto as opiniões se dividem. Muitos crêem que o arrebatamento acontecerá antes da manifestação do Anticristo, outros interpretam que seja depois. O fato é que sem arrebatamento e sem Anticristo não tem fim do mundo.

Quanto o Anticristo estiver no auge do seu domínio, Cristo virá nas nuvens com poder e grande glória De acordo com a interpretação milenista do Apocalipse, nesse momento acontecerá a ressurreição dos justos e começará o reino de Cristo nesta terra durante mil anos. Este é o milênio apocalíptico, após o qual ocorrerá a ressurreição dos ímpios e, a seguir, o juízo final. Então, todos irão para as suas moradas eternas, com Deus ou com o Diabo. Na seqüência da profecia de João, ele diz: "E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe." (Apc.21).

Quando a Bíblia fala sobre o "fim do mundo", está se referindo ao fim desse "sistema" atual. Será o fim da civilização humana como a conhecemos hoje. E o planeta em si? Deixará de existir? Depende de como se interpreta a frase "o primeiro céu e a primeira terra passaram". Afinal, se Deus fez, nada impede que ele destrua. O importante é que estejamos sintonizados com a vontade de Deus para que estejamos preparados para o nosso encontro com Cristo em sua segunda vinda, pois, para os salvos, isso não será o fim, mas o início de uma existência sem pecado, sem doença, sem sofrimento e sem lágrimas. Imbuídos dessa esperança, proclamemos como o apóstolo Paulo: Maranata! Ora, vem, Senhor Jesus!

Insira aqui o conteúdo da segunda coluna

Insira aqui o conteúdo de suporte